As 3 principais razões para alfabetizarmos pelo método fônico

As 3 principais razões para alfabetizarmos pelo método fônico

As 3 principais razões para alfabetizarmos pelo método fônico

1) O método fônico é o método de alfabetização mais eficaz

As  descobertas mais recentes  da neurociência sobre como o cérebro aprende, em especial, sobre como o cérebro aprende a ler corroboraram as práticas de alfabetização pelo método fônico como as mais eficazes para ensinar a ler e escrever. 

Por outro lado, temos que estudos da ciência cognitiva da leitura  rechaçaram veementemente métodos de alfabetização como os métodos globais e ideovisuais, utilizados com predominância pelas escolas brasileiras. 

Assim, o método de alfabetização mais eficaz, de acordo com as evidências científicas, é o método fônico.

2) O método fônico é o único que ensina a decodificação de forma direta, explícita e sistemática, criando condições para a aquisição da fluência e compreensão em leitura.

É o método que desenvolve na criança as habilidades necessárias para se tornar um leitor autônomo, capaz de decodificar novas palavras de forma automática.

Um dos objetivos desse método é ensinar  a criança a decodificar, fazer a relação entre as letras do nosso alfabeto e o sons que essas letras  representam.

Uma vez que a criança a automatiza o processo de decodificação em seu cérebro ela lê ( decodifica) qualquer palavra da língua portuguesas, ainda que desconhecido o seu significado.

A decodificação ocupa um espaço importante em nossa memória de trabalho.

A automatização da decodificação,  libera parte significativa da memória de trabalho fazendo com que nosso cérebro  se ocupe, de forma mais engajada, em compreender o sentido das  palavras,  pois não precisa se preocupar em transformar as letras em sons.

 3) O método fônico é o método mais usado nos países com melhores resultados em leitura.

Os países membros da OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) cujas crianças alcançaram os melhores resultados  no desempenho em leitura e escrita do teste PISA 2015 ( Programme for International Student Assessment) foram justamente aqueles que adotaram, prioritariamente, o método fônico de alfabetização em seu sistema de ensino.

Vale ressaltar que os países mais enfático na adoção do método fônico são: Austrália, Estados Unidos, Inglaterra, Finlândia, França e Portugal

Em vista dos três argumentos apresentados acima, há de se concluir que o método fônico não só é o que melhor ensina a  decodificar, como também é o método apontado pela ciência como o mais eficaz para ensinar a ler e escrever com fluência, compreensão e autonomia.

Eis, portanto, as 3 principais razões para alfabetizarmos pelo método fônico, nossas crianças.

 

Gostou deste assunto? Quer saber mais?

 

Acesse o blog do Alfafônico e aprenda mais sobre alfabetização, desenvolvimento infantil e educação baseada em evidências científicas.

Contate-nos!

Inscreva-se no nosso canal do Alfafônico no  Youtube,  assista aos vídeos, faça seu comentário.

Ah! E não se esqueça de deixar seu  like e ativar  o sininho.

Visite também o Alfafônico nas redes sociais, marque e compartilhe com seus amigos:

Facebook
Instagram
Twiter
Linkedin

 

Referências:

DEHAENE, Stanislas. Os neurônios da leitura: como a ciência explica a nossa capacidade de ler. Porto Alegre: Penso, 2012

OLIVEIRA, João Batista Araújo e. ABC do alfabetizador. Brasília: Instituto Alfa e Beto,2008.

Deixe uma resposta

Search

+