Conhecendo o método fônico.

O que é o método fônico?

Quando falamos em método fônico estamos nos referindo a um método de alfabetização que ensina, de forma explícita, direta e sistemática, a relação fonema-grafema.

Neste método o alfabetizando aprende cada som de cada fonema da língua, bem como os grafemas (letras) que representam os fonemas.

Existe um método melhor que os outros?

Sim, existe. O método de alfabetização mais eficaz, de acordo com as evidências científicas, é o MÉTODO FÔNICO.

Contudo, existe um mito que permeia o discurso acadêmico e prático sobre alfabetização no Brasil de que qualquer método de alfabetização funciona, podendo até mesmo fazer uma mistura de métodos. Isto é errado.

Métodos são processos usados para alcançar determinado objetivos.

Cada método leva a um determinado fim, portanto, não é recomendável mistura de métodos.

Quem segue por vários caminhos não chega a lugar nenhum, ou, quando chega, se perde muito ante de alcançar o destino almejado. Portanto, quando  objetivo certo, é importante escolhermos, previamente, o melhor caminho e seguirmos por ele até o final.

No caso do nosso objetivo, que é aprender a ler e escrever com autonomia e compreensão, o melhor caminho é o método fônico de alfabetização.

Há 20 anos, países como EUA, Inglaterra, França, Portugal e outros vêm fazendo uma revisão e atualização de suas políticas de alfabetização condenando métodos comprovadamente ineficazes como os métodos ideovisuais, alfabéticos e global, e,  ao mesmo tempo, recomendam, de forma generalizada, o uso dos métodos fônicos.

Estas recomendações são baseadas em resultados de pesquisas científicas, que comprovaram a superioridade do método fônico.

Portanto, o método fônico, por ser o mais eficaz no ensino da decodificação, ponto central da alfabetização, é o método mais eficaz de alfabetização.

Qual o objetivo do método fônico?

O objetivo do método fônico é levar a criança a adquirir o princípio alfabético.

Adquire-se o princípio alfabético com a compreensão de que as letras do alfabeto representam as menores unidades de sons da fala, ou seja, que os grafemas (letras) representam os fonemas (menores unidades de sons da fala).

 

Quais as principais etapas da alfabetização pelo método fônico?

A alfabetização é um processo, e como tal compõe-se de várias etapas que devem ser seguidas para se chegar ao ato final, que é a aquisição das habilidades de leitura e escrita com autonomia e compreensão.

Para que o fim deste processo seja alcançado com sucesso, é preciso passar por determinadas etapas, de forma sequenciada e sistematizada.

Trata-se de uma sequencia de passos interdependentes, onde o desempenho em uma etapa depende do sucesso adquirido na etapa anterior.

 

Vejamos estas etapas na sequencia que devem ser ensinadas:

1) Ensino dos “sons” dos fonemas da língua;

2) Ensino dos nomes das letras e suas formas;

3) Ensino das relações ente grafemas ( letras) e fonemas

4) Analise de fonemas ( decodificar = ler)

5) Síntese de fonemas ( codificar = escrever)

6) Manipulação de fonemas

7) Automatização da decodificação

8) Aquisição da  fluência

9) Aquisição da compreensão

 

O que vai levar o aluno à leitura fluente e à compreensão?

Uma vez adquirido o princípio alfabético, o aluno será capaz de decodificar,  de forma autônoma,  qualquer palavra da língua, ainda que desconhecida.

Contudo, o segundo estágio da leitura, que é a fluência,  será alcançado com a prática e consequente automatização da decodificação.

Depois de consolidada a automatização da decodificação, o aluno passará a compreende o que lê, pois terá todo o seu foco voltado para a compreensão e contextualização do que está lendo.

Não precisará mais ocupar parte de sua memória de trabalho para transpor letras em sons, pois esse processo já foi automatizado pela aquisição da fluência.

Tem outra pergunta?

A Alfafônico adoraria lhe ajudar a esclarecer qualquer dúvida que ainda tenha sobre o método fônico. As críticas, os elogios e sugestões também são muito bem vindos.